PARANÁ

Guarapuava está entre as melhores cidades para fazer negócios no Brasil

O estudo feito pela consultoria Urban Systems com exclusividade para a EXAME, apontou Guarapuava como uma das melhores cidades para fazer negócios no setor de Agropecuária e da Educação

Guarapuava (PR) – Entre os múltiplos municípios que compõem o País, Guarapuava, mais uma vez ganhou destaque em nível nacional. Desta vez, o município ficou entre os melhores do Brasil para se fazer negócios em dois setores distintos.

O estudo feito pela consultoria Urban Systems com exclusividade para a EXAME, levou em conta 319 cidades, que são todos os municípios do Brasil com mais de cem mil habitantes e apontou Guarapuava como uma das melhores cidades para fazer negócios no setor de Agropecuária e da Educação.

“Já não é mais novidade que Guarapuava vive um momento de pleno desenvolvimento. E isto se deve a todos os que trabalham dia a dia por uma cidade melhor, mais humanizada, tecnológica e inovadora. Acredito no nosso trabalho e no potencial criativo e enriquecedor de cada um que faz parte desta gestão. Muito mais do que conquistar um lugar no pódio, o que vale mesmo é saber que estamos caminhando no rumo certo e servindo de inspiração para o Brasil todo quando se fala de desenvolvimento, de investimentos em tecnologia e em estudos”, salientou o prefeito Celso Góes.

O resultado é calculado a partir de um Índice de Qualidade Mercadológica (IQM), que aponta quais municípios oferecem melhores condições para as empresas, com base em dados de população, de fluxo de comércio, características urbanas e infraestrutura, entre outros pontos.

No setor de Agropecuária, Guarapuava ficou na 37ª colocação, pontuando o IQM de 2.987. Já na Educação, o município ficou em 70° lugar, somando um IQM de 3.369 pontos.

 

AGRONEGÓCIO 

Guarapuava é o município mais rico do Paraná no Agronegócio, segundo o Ministério da Agricultura.  A pesquisa, divulgada no dia 19 de setembro deste ano, identificou os 100 municípios mais ricos do Brasil em se tratando do agronegócio. Guarapuava figura da 62ª posição nacional e primeiro lugar no Estado.

“Guarapuava é uma cidade bem localizada, pois fica no centro do Paraná. Temos saída para todos os lados. Para o sul, oeste, sudoeste, para o norte, diversos entroncamentos, rodovias em todos os cantos. Além do aeroporto e da ferrovia. E isso contribui muito para o desenvolvimento de novos negócios. Mas outra questão importante dentro do agronegócio, por exemplo, é o nosso clima. Nosso clima é muito favorável para exploração das diversas atividades dentro deste nicho. Nós estamos numa boa altitude, clima de excelente qualidade, chove constantemente. Enquanto outros municípios perdem a produção, perdem a safra por falta de chuva, em Guarapuava, no entanto, isso não acontece com grande intensidade. Portanto, Guarapuava tem essa condição climática favorável. Além do solo, que responde muito bem a todas as tecnologias aplicadas para que possamos ter alta produtividade em todos os setores da olericultura, do bovino de corte na questão da produção de grãos também. E, por fim, mas não menos importante, a extrema dedicação dos nossos agricultores para poder investir e ter o retorno que sempre se espera. E com relação ao poder público, nós da Secretaria de Agricultura, com a atuação do prefeito Celso Góes, temos investido muito, principalmente na agricultura do pequeno agricultor para que ele possa ficar lá no campo e produzir em massa. Realizamos a aquisição de máquinas e de equipamentos no fomento de diversas atividades, aproveitando melhor a mão de obra existente na propriedade das famílias rurais e com isso, oportunizando a busca por melhor renda para elas (famílias)”, argumentou o secretário de Agricultura de Guarapuava, Itacir Vezzaro.

De acordo com a avaliação da Secretaria de Política Agrícola do Mapa, os resultados do ano pesquisado mostraram recordes de produção e de valor dos produtos comercializados. A produção foi de 263,8 milhões de toneladas em uma área de 90,4 milhões de hectares. Já o valor da produção das lavouras permanentes e temporárias foi de R$ 830,09 bilhões.

A área total dos municípios mais ricos é de 30,156 milhões de hectares, e representa 34,2% da área total de 90,4 milhões de hectares. Os mais ricos representam 34,71% do valor da produção e geram R$ 288,13 bilhões. Também os índices de produtividade nas lavouras dessas localidades são relevantes e altos, segundo a análise da pesquisa realizada.

 

EDUCAÇÃO

Na área da educação, o poder executivo municipal promoveu grandes avanços durante este ano.

“Não é novidade que investir na educação é investir no futuro e no desenvolvimento de nossa população. E ao lado do prefeito Celso (Góes), conseguimos desempenhar um bom trabalho ao longo deste ano. E uma das grandes aliadas de nossa gestão, foi o uso da tecnologia no ensino. Ela (tecnologia) é uma ferramenta essencial e significativa que pode ajudar nossos alunos no desenvolvimento de aprendizado de forma mais eficiente. Por isso, a importância de iniciativas que instiguem a curiosidade e gerem oportunidades no desenvolvimento das habilidades e na resolução de problemas”, pontuou o secretário de Educação de Guarapuava, Pablo de Almeida.

Unindo tecnologia ao ensino, a Secretaria Municipal de Educação (SME) lançou o Projeto Guará Gamer (Gamificação em Matemática), que busca aplicar os conteúdos da disciplina de matemática de forma interativa e lúdica aos alunos do 5° ano da rede municipal de ensino.

Em 2023, a prefeitura de Guarapuava, por meio da Secretaria de Educação, entregou novos equipamentos tecnológicos para as unidades de ensino. Ao todo, 44 escolas e 27 CMEIs do município foram contemplados com uma impressora 3D, óculos de realidade virtual e placas Microbit (dispositivo programável que funciona como um pequeno computador).

Um novo CMEI também foi inaugurado este ano. A unidade de ensino fica na Rua Doutor Laranjeiras, e cumpre a demanda da região central da cidade.

Os grandes eventos para a área da educação também reuniram milhares de educadores. Com o tema: “Inovação e tecnologias aplicadas à educação”, o Educashow chegou à segunda edição em 2023. O objetivo principal do ato, foi possibilitar uma formação continuada de profissionais como professores, educadores infantis, orientadores pedagógicos, supervisores, coordenadores escolares, atendentes educacionais e demais funcionários das unidades de ensino.

Desde 2022, a SME promove, todas as terças-feiras, pelo canal da educação no Youtube, aulas on-line de inglês para estudantes dos quintos anos das escolas municipais, por meio do projeto Guará Kids, integrado ao programa Crer&Ser. São cerca de mil alunos beneficiados com a iniciativa e este ano mais um passo foi dado em benefício das crianças guarapuavanas.

Agora o centro de língua inglesa CCBEU (Centro Cultural Brasil – Estados Unidos) e a Embaixada Americana, firmaram uma parceria para promover aulas de inglês para doze alunos da rede educacional de Guarapuava com bolsas integrais.

Mas o ensino de línguas também se faz inclusivo para os que encontraram em Guarapuava um lar. A prefeitura, por meio da SME e do Centro de Atendimento Educacional Especializado Professora Albani Terezinha Alves (CAEE), ofertam aulas de língua portuguesa para alunos estrangeiros. Por meio do Projeto “Bem-vindos Amiguinhos”, atualmente 21 estudantes de diferentes nacionalidades participam das aulas que têm como objetivo acolher e inserir os alunos vindos de outros Países que estudam na rede municipal de ensino.

A inclusão também está presente no uso das tecnologias. A Secretaria de Educação entregou seis novos Teclados Inteligentes Multifuncionais (TiX) para escolas da rede municipal de ensino. O aparelho auxiliará no atendimento e comunicação de alunos com deficiência, alémn de  possibilitar a acessibilidade e inclusão de crianças atendidas pelas escolas. Atualmente, a rede de ensino de Guarapuava conta com 57 salas de recursos multifuncionais distribuídas entre 44 unidades.

Secom/Gurapuava

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *