DESTAQUESECONOMIA

Amor e negócios: saiba como lucrar com o Dia dos Namorados

Com a proximidade da data mais romântica do ano, estratégias de marketing ajudam a seguir as tendências, impulsionar as vendas e fidelizar clientes

Cascavel (PR) – O Dia dos Namorados – terceira data do ano em vendas para o comércio, depois do Natal e do Dia das Mães -, está chegando e, com ele, surgem novas oportunidades de negócios para os microempreendedores. Mas quem se mantém conectado nas principais tendências de consumo, sai na frente. Especialistas apontam que o momento é de oferecer experiências personalizadas e estratégias de marketing inovadoras, valorizando o cliente com produtos que atendam às suas necessidades e, de forma exclusiva.

Essa é a dica da empresária associada da AMIC, Camila Agner Corazza. Pesquisadora de tendências e comportamento do consumidor, ela reforça que o dia 12 de junho é excelente para investir no banco de dados já existente na empresa, abrindo a possibilidade de compreender melhor as demandas e preferências de quem já é cliente e, a partir disso, criar opções exclusivas para a data. “Os consumidores estão cada vez mais interessados em experiências únicas e personalizadas”, destaca.

Num negócio onde o foco é a venda de alimentos, por exemplo, formatar kits específicos para casais pode ser uma boa estratégia para atingir um novo público, além de já alcançar os consumidores mais fiéis. No caso de um salão de beleza, é possível criar um pacote personalizado para produções mais rápidas e baratas que possam ser feitas antes de um jantar ou um almoço especial.

Planejar e personalizar
Essas são estratégias que exigem planejamento, apesar de demandaram estratégia e assertividade, ainda podem ser programadas. Com criatividade e parcerias, é possível formatar algo diferenciado. Para os MEIs é importante apostar na carteira de clientes que, mesmo sendo restrita, tem a vantagem da proximidade que o proprietário já possui, o que possibilita conhecer bem o gosto de cada consumidor.

“É esse um dos maiores ativos que deve ser aproveitado: conhecendo o cliente, é mais fácil de prever e planejar ações que possam agradá-lo”, lembra a pesquisadora. Além disso, uma rápida análise sobre o que deu certo no ano anterior e o que não funcionou tão bem assim para decidir o que pode ser feito de diferente agora.

Proximidade é essencial
Além das vendas diretas, os microempreendedores podem explorar outras oportunidades para capitalizar no Dia dos Namorados. Ofertas diretas via WhatsApp, grupos no Instagram e serviços de delivery ou atendimento a domicílio são ótimas maneiras de facilitar a compra e mostrar ao cliente que a empresa está focada em atendê-lo da melhor forma possível.

Mas com tanta opção no mercado, mais do que nunca é essencial diversificar as iniciativas de marketing para atrair e fidelizar clientes. “Além das redes sociais, parcerias para criar produtos exclusivos e sazonais, as famosas collabs, podem ser uma excelente estratégia”, ensina Camila.

Ela lembra que, outro fator importante é a proximidade com o cliente, pois quando se fala em produto ou serviço, o básico já não funciona mais. Escrever bilhetes personalizados, por mais básico que pareça, pode ser o detalhe que falta para conquistar o coração do consumidor. Outra ideia é buscar parcerias para dar brindes aos clientes mais assíduos e formatar pacotes exclusivos e diferenciados para um grupo especial de clientes, de forma que eles se sintam privilegiados e prestigiados pela empresa. “Essas e outras ideias ajudam a aumentar a percepção de valor da empresa, o que é decisivo para que o consumidor volte a fazer negócio no futuro”.

Comunicação e interação nas redes
Nas redes sociais, a especialista enfatiza que cada post é um convite para uma conversa, mas é indispensável ir além. Empreendedores precisam estar preparados para dar sequência ao diálogo, respondendo rapidamente às interações dos clientes. Isso é fundamental para fechar negócios. “O ideal é simplificar a comunicação, evitando táticas como ‘preço inbox’. Isso pode aumentar a agilidade e a assertividade no atendimento, conquistando o consumidor”, orienta Camila.

Capacitação e foco no atendimento
Todo cliente preza pelo atendimento. E não importa o produto, o consumidor valoriza a forma como é tratado na hora de escolher o produto e fechar a compra. Isso requer constante capacitação para atender às expectativas de quem está do outro lado do balcão. O primeiro passo é entender o negócio e o mercado em que atua. “Recomendo que o empreendedor, independente da data, procure cursos e capacitações sobre gestão e finanças. Depois, com a ‘casa arrumada’, o foco é no externo”, orienta Camila. A dica vale para o ano todo, buscando entender também a sazonalidade e planejar para garantir assertividade entre o que a empresa quer fazer e o que o cliente realmente procura.

Na AMIC, o empreendedor (seja associado, ou não) pode contar com o apoio dos conteúdos ofertados de forma 100% gratuita no Ponto de Atendimento, mantido em parceria com o Sebrae/PR. Para saber mais sobre a programação e os próximos eventos da entidade, basta entrar em contato pelo telefone (45) 3321-1400.

Assessoria/Amic

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *