SEGURANÇA

Balanço mostra aumento de 32% nas ocorrências atendidas pela GM em Cascavel

­Durante o ano de 2023, a corporação atendeu a 6.684 ocorrências. Nos 12 meses do ano passado foram 5.052. Ações têm auxiliado às demais forças de segurança, inclusive com a elucidação de crimes

Cascavel (PR) – A Secretaria Municipal de Segurança Pública (Sesppro) divulgou um balanço das ações realizadas ao longo de 2023, que mostra um aumento de 32,3% nas ocorrências atendidas pela corporação em relação ao ano passado. O gráfico revela que, neste ano, os agentes da Guarda Municipal atenderam a 6.684 ocorrências, em comparação com as 5.052 ocorrências atendidas no ano passado.

Os casos atendidos de flagrante delito cresceram de 801 no ano passado para 1.224 em 2023, um aumento de 52,8%. As apreensões de armas de fogo aumentaram em 76,4%. Foram 17 armas apreendidas em 2022, enquanto ao longo dos 12 meses deste ano foram 30.

Os agentes da Guarda Municipal abordaram e prenderam 152 pessoas com mandados de prisão em aberto neste ano. No ano passado, foram 82 prisões, o que representa um crescimento de 85,3%. As prisões por tráfico de drogas aumentaram em 63,6%, saindo de 33 casos em 2022 para 54 em 2023. No mesmo período, houve um aumento significativo na recuperação de veículos, passando de 194 para 230, o que representa um aumento de 18,5%.

A Guarda Municipal atendeu neste ano a 425 casos de violência doméstica, um número 37% superior a 2022, quando foram registradas 310 ocorrências dessa natureza.

 

Novos desafios

Segundo o Secretário de Segurança Pública e Proteção à Comunidade, Pedro Fernandes Oliveira, o desafio para o ano que vem será ainda maior.

“Em 2024, pretendemos criar mais um grupo de atuação, o Ronda Ostensiva Municipal (Romu), que já está em fase final de elaboração e iniciando treinamento específico com instrutores das Guardas Municipais de Foz do Iguaçu, Arapongas e São José dos Pinhas, além de servidores do próprio quadro”, enfatiza o secretário.

Além disso, na semana passada, o prefeito Leonaldo Paranhos anunciou que o antigo espaço da Escola Municipal Kelly Christina Correa Trukane, no bairro Morumbi, será transformado em um complexo de segurança.

“Isso permitirá que a Guarda Municipal e a Guarda Civil Patrimonial tenham espaços próprios para suas capacitações e treinamentos necessários à profissionalização de seus integrantes”, destaca.

 

Forças de segurança

A Guarda Municipal tem auxiliado o trabalho das demais forças de segurança do Município, contribuindo para aumentar a sensação de segurança da população e elucidar crimes. Um exemplo foi o femicídio de uma mulher em situação de rua, registrado no Parque Tarquínio. O suspeito do crime foi preso na véspera de Natal na cidade de São Miguel do Iguaçu. Em nota, a Polícia Civil destacou a importância do trabalho de levantamento de dados das pessoas em situação de rua feito pela Guarda Municipal antes do crime para a prisão do autor. Esse levantamento foi feito em parceria com a Secretaria de Assistência Social (Seaso).

“Durante as investigações, o apoio fundamental da Guarda Municipal de Cascavel foi crucial para esclarecer o crime. As ações prévias de abordagem e identificação de moradores de rua, realizadas por essa instituição antes do crime, agilizaram as ações da Delegacia de Homicídios”, diz a nota.

Secom/Cascavel

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *