PARANÁ

Cascavelenses têm até domingo (22) para realizar reforma de túmulos

Após esse período, servidores finalizarão os preparativos para o Dia de Finados

Divulgação

Com cerca de duas semanas para o Dia de Finados, em 2 de novembro, a Acesc (Administração dos Cemitérios e Serviços Funerários de Cascavel) limitou até domingo, dia 22 de outubro, o prazo para que os familiares realizem serviços de reforma de túmulos ou construções nos cemitérios urbanos de Cascavel: Central, São Luiz, Jardim da Saudade e Cristo Redentor. Tradicionalmente nesta época do ano, o número de serviços nos cemitérios aumenta pela comunidade.

Já a limpeza dos túmulos pode continuar sendo feita até o dia 1º de novembro. A orientação é para que as famílias já se programem com antecedência, uma vez que já na semana da data, o movimento de visitação aumenta consideravelmente nos cemitérios da cidade.

Após o dia 22 de outubro, os servidores da Acesc iniciam os serviços internos e os preparativos para a data. Ações como poda de árvores, ajardinamento, pintura e limpezas necessárias para deixar os cemitérios prontos para o início das visitações.

A Acesc já trabalha na definição da programação do feriado, que inclui missas e novenas. Os detalhes serão divulgados para a população em breve.

BARRACAS

A Acesc também trabalha na comercialização de barracas para comerciantes atuarem em frente aos cemitérios no período de Finados. Ao todo, cerca de 50 espaços foram colocados à disposição dos comerciantes e ainda há barracas disponíveis. A comercialização  já será liberada a partir do 31 de outubro até o feriado de 2 de novembro.

Os valores já foram definidos em Diário Oficial. No Cemitério Central – Dom Mauro, o estipulado é de 8 UFMs (Unidade Fiscal do Município), o equivalente a R$ 441,36, a cada 12,5 metros quadrados de barraca.

Nos cemitério Jardim da Saúde e Cristo Redentor, ambos no Guarujá, a cada 8 metros quadrados de barraca, serão 6 UFMs, que corresponde a R$ 331,02.

No São Cristóvão, o Cemitério São Luiz, terá a comercialização de barracas definida da seguinte forma: a cada 8 metros², o valor de 7 UFMs, que equivale a R$ 386,19.

Os comerciantes estão autorizados a vender velas, flores artificiais e naturais e bebidas não alcoólicos.  Está liberada também a venda de alimentos, tipo lanche e doces, como frituras, assados, cachorro-quente, crepes, pamonhas, cocadas, maçã do amor, sorvetes e picolés, churros e entre outros.

Para mais informações e esclarecimentos, os interessados podem entrar em contato com a Acesc pelo telefone (45) 3224-7132.

(Secom)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *