PARANÁ

Com apoio do Estado para entrada, 85 famílias de Cascavel conquistam a casa própria

O Governo do Estado destinou R$ 1,27 milhão para subsidiar o valor de entrada nas moradias de 85 famílias, por meio do programa Casa Fácil Paraná, da Cohapar. Residencial tem 288 unidades e foi eleito pela Caixa Econômica como o melhor projeto do Minha Casa Minha Vida

O governador Carlos Massa Ratinho Junior participou nesta sexta-feira (15), em Cascavel, no Oeste do Estado, da entrega das chaves do Residencial Di Napoli, que conta com 288 unidades habitacionais. Foto: Ari Dias/AEN

Cascavel (PR) – O governador Carlos Massa Ratinho Junior participou nesta sexta-feira (15), em Cascavel, no Oeste do Estado, da entrega das chaves do Residencial Di Napoli, que conta com 288 unidades habitacionais. O Governo do Estado destinou R$ 1,27 milhão para subsidiar o valor de entrada nas moradias de 85 famílias, por meio do programa Casa Fácil Paraná, da Cohapar.

Com o valor, famílias que têm renda de até três salários mínimos e que não possuem casa própria têm facilidade na obtenção de crédito junto à Caixa Econômica Federal. Os descontos foram aplicados diretamente no financiamento, mediante análise técnica da Cohapar e aprovação de crédito do banco. O conjunto habitacional do programa Minha Casa Minha Vida, do governo federal, recebeu investimento total de R$ 48,1 milhões da construtora JN.

“O Casa Fácil é considerado o maior programa habitacional do Brasil porque ele resolve um problema de muitas pessoas que precisam de moradia, mas não conseguem juntar o valor necessário para dar entrada no financiamento. Então o Governo do Estado, por meio da Cohapar, dá esses R$ 15 mil, que agora vai subir para R$ 20 mil, como forma de subsídio a essas famílias”, explicou o governador.

“Estamos realizando o sonho de milhares de paranaenses. Hoje aqui aqui em Cascavel são 288 novos apartamentos, sendo que 85 receberam o subsídio, e que está dentro de um grande pacote para reduzir o déficit habitacional do município”, complementou.

Localizado no bairro Brasília, o Residencial Di Napoli conta com apartamentos que variam de 49,81 metros quadrados a 62,27 metros quadrados, com três quartos, sala, cozinha, banheiro e lavanderia, além de churrasqueira em todos os imóveis. O condomínio conta ainda com piscina, dois quiosques, espaço pet e playground e foi eleito pela Caixa Econômica como o melhor projeto do Minha Casa Minha Vida.

“O programa foi criado justamente com o objetivo de socorrer as famílias, para que possam adquirir o seu financiamento junto ao agente financeiro. Quando a gente dá o valor da entrada, a família consegue uma capacidade de pagamento muito maior”, explicou o presidente da Cohapar, Jorge Lange. “Juntando com o subsídio que o governo federal também coloca, elas têm acesso a empreendimentos com um bom padrão, pagando menos que o aluguel mensal”.

Segundo o prefeito de Cascavel, Leonaldo Paranhos, mais de 2 mil unidades habitacionais estão em construção na cidade. “Esse programa é importantíssimo para nós. São 2.087 habitações em construção, das quais 1.289, por terem encaixado dentro da legislação, estão recebendo R$ 15 mil por família. Isso significa que além da construção, o governo está deixando aqui em Cascavel R$ 19,3 milhões em subsídios. É o maior projeto habitacional da nossa história”, ressaltou.

NOVOS MORADORES – Entre os novos moradores, está a segurança Neuza Pedroso, de 50 anos, que vai morar no local com a filha e o netinho. “Estou apaixonada, tudo de bom mesmo. É um sonho realizado depois de morar praticamente minha vida inteira de aluguel”, afirmou. “Recebi os R$ 15 mil para a entrada e se não fosse esse dinheiro do governo, eu não teria condições de ter adquirido esse apartamento. Graças a esse projeto tivesse acesso à casa própria, o que vai mudar a minha vida”.

A auxiliar pedagógica Camila Aparecida da Silva, de 35 anos, vai sair da casa dos pais para viver com o filho Arthur, de 6 anos, em seu imóvel próprio. “É a realização de um sonho. Eu trabalhei e estava buscando por isso, pelo nosso cantinho. O coração está transbordando de alegria”, disse.

CASA FÁCIL – O objetivo do Casa Fácil Paraná – Valor de Entrada é facilitar o acesso das famílias paranaenses com menor renda a um imóvel próprio. A primeira etapa do programa possibilitou a construção de 32 mil moradias, com investimento de R$ 480 milhões.

Além do benefício estadual, as famílias receberam descontos variáveis conforme a renda do programa Minha Casa Minha Vida e puderam utilizar o saldo do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para abatimento das prestações, com financiamento em até 30 anos.

O governador anunciou neste ano a segunda fase do programa, que vai aumentar o subsídio para R$ 20 mil por família, além de atender um número maior de beneficiários, já que a faixa de renda foi ampliada de três para quatro salários mínimos. A previsão é construir 40 mil unidades habitacionais em todo o Estado.

PRESENÇAS – Participaram da solenidade o secretário estadual do Turismo, Marcio Nunes; os presidentes do Instituto Água e Terra, Everton Souza, e da Ferroeste, André Gonçalves; os deputados estaduais Gugu Bueno, Marcel Micheletto, Evandro Araújo e Batatinha; e o vice-prefeito de Cascavel, Renato Silva.

AEN

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *