SEGURANÇA

Durante assalto a fazenda em Pitanga, criminosos levam trator e insumos

Bandidos obrigaram mulher a cozinhar para eles antes de fugirem do local

Pitanga (PR) – Um incidente de roubo abalou a tranquilidade da comunidade de Bela Vista, localizada no município de Pitanga, no Paraná. Um homem de 60 anos, proprietário de uma fazenda na região, relatou à Polícia Militar o roubo de um trator Valtra modelo BH160, de cor azul, juntamente com um pulverizador de veneno do tipo Colúmbia.

O crime ocorreu quando indivíduos encapuzados invadiram a propriedade por volta das 18h deste domingo (3). O caseiro, de 51 anos, e sua esposa, de 49 anos, foram surpreendidos pelos assaltantes. A mulher foi mantida dentro de casa, tendo seus meios de comunicação cortados, enquanto o caseiro foi abordado ao retornar da roça, sendo forçado a descer do trator sob ameaça de arma de fogo.

Além disso, um funcionário de 26 anos que trabalhava na fazenda também foi abordado pelos criminosos. Eles obrigaram o abastecimento do trator, desengate do equipamento e esvaziamento do tanque de veneno antes de fugirem do local pela parte posterior da propriedade. A mulher foi obrigada a fazer janta para os assaltantes.

Durante o assalto, o proprietário da fazenda fez contato com o caseiro, que foi instruído a não revelar a situação sob a mira de uma arma. As vítimas relataram a presença de dois homens armados e o temor de represálias caso deixassem a casa antes do amanhecer, permanecendo reféns até aproximadamente 5 horas da manhã.

Os assaltantes, que se identificavam por apelidos como “Paraná” e “Bruxo”, alegaram estar cobrando uma suposta dívida, a qual o proprietário nega possuir. O grupo ainda mencionou que a pessoa responsável por buscar o trator conhecia a localidade.

Além do trator e do pulverizador, uma quantidade considerável de insumos agrícolas foi levada, impossibilitando a avaliação precisa dos itens subtraídos devido à falta das chaves do barracão.

Após buscas e patrulhamento, informações indicam que o trator foi avistado na cidade de Arapuã, por volta das 23h50, com o pulverizador engatado. O caso foi encaminhado à Polícia Judiciária para investigações mais aprofundadas.

As vítimas receberam orientações das autoridades policiais diante dos fatos. A comunidade local se encontra preocupada com a segurança, aguardando esclarecimentos sobre o ocorrido e medidas para garantir a proteção da região.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *