PARANÁ

Jovem que morreu em cachoeira de Cruz Machado tentou salvar o irmão antes de ser levada pelas águas

Cruz Machado (PR) – A tão esperada e sonhada formatura estava próxima, com o Trabalho de Conclusão de Curso, TCC, brilhantemente apresentado e avaliado com nota máxima. Patricia Jaqueline Bilenki de 23 anos, uma jovem cheia de vida, sonhos, carinho e beleza, estava prestes a iniciar um capítulo promissor em sua jornada.

“Ela se tornou nosso anjo”, desabafa Regina Jak Weiwanko, tia de Patricia, que tragicamente perdeu a vida na Cachoeira das Brómelias, localizada na divisa entre União da Vitória e Cruz Machado, em pleno dia de Natal, nessa segunda-feira (25).

Patricia, a única menina entre quatro irmãos e a primeira neta menina da família, sempre irradiava alegria e encantava a todos com sua beleza de cabelos loiros e ondulados.

Desde os primeiros passos na Escola Aniz Domingos, no interior de União da Vitória, Patricia demonstrou dedicação aos estudos. De uma família simples, unida e batalhadora, ela buscou seus sonhos em Blumenau, Santa Catarina, onde, após anos de esforço, concluiu sua jornada acadêmica em novembro passado. A tão aguardada formatura estava marcada para março de 2024, momento em que a família celebraria com orgulho sua advogada.

25 de dezembro – Natal 2023

No dia 25 de dezembro, Natal, a família decidiu fazer um passeio na Cachoeira das Brómelias, um dos pontos turísticos da rota das cachoeiras, localizado a aproximadamente 15 km da propriedade Bilenki. Um local sempre frequentado por eles. Naquele dia, decidiram aproveitar as águas. Infelizmente, o que era para ser um dia especial tornou-se uma tragédia.

Enquanto os irmãos e outros familiares estavam na água, um incidente se desenrolou. Patricia, corajosa, tentou salvar o irmão mais velho que se afogava, mas acabou sendo arrastada pela correnteza. Mesmo com esforços desesperados, a correnteza impedia qualquer tentativa de resgate. A mãe, os irmãos e um amigo se envolveram na situação, mas Patricia foi levada pela força da água.

O corpo de Patricia foi localizado entre os galhos do rio, cerca de 1 quilômetro abaixo da cachoeira, quando os Bombeiros chegaram ao local por volta das 17h30 do dia 25. O resgate foi marcado pela angústia da família.

O sepultamento aconteceu rapidamente, às 18h desta terça-feira, 26, mas a demora do Instituto Médico Legal (IML) para liberar o corpo prolongou a dor da despedida. Patricia, cujo retorno a Blumenau estava agendado para 8 de janeiro, deixou um vazio irreparável na vida de seus entes queridos.

Fonte: Rádio Studio W de Mallet

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *