BRASILDESTAQUES

Operação policial mira no ‘Jogo do Tigrinho’: Influenciadores digitais no centro das investigações

Foto: Reprodução

A Polícia Civil do Pará realizou uma grande operação nesta segunda-feira, resultando na prisão de cinco influenciadores digitais suspeitos de envolvimento com uma organização criminosa. A operação, que investiga atividades ilegais de jogos de azar conhecidos como “jogo do tigrinho”, cumpriu um total de 12 mandados de prisão.

Os mandados foram executados em várias localidades, incluindo condomínios de luxo em Belém. Os influenciadores digitais presos são acusados de promover plataformas de apostas ilegais em suas redes sociais, o que os coloca como alvos principais da investigação.

A operação também incluiu mandados de busca e apreensão em uma casa de prostituição em Belém, conhecida como Palazzo, que também está envolvida no caso. A casa de prostituição não respondeu aos contatos da imprensa até o momento desta publicação.

Além de Belém, houve prisões nas cidades de Castanhal e Bragança, localizadas no nordeste do Pará. A Polícia Civil informou que a operação é o resultado de quatro meses de investigações meticulosas.

Este caso tem atraído atenção significativa nas redes sociais, onde o “jogo do tigrinho” e os influenciadores associados a ele têm sido amplamente discutidos. A operação ainda está em andamento, e a Polícia Civil do Pará continua a investigar a extensão completa das atividades ilegais e seus participantes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *