SEGURANÇA

PM acionada após invasão de terra no interior de Guarapuava

Guarapuava (PR) –  Na tarde de ontem (8), uma equipe policial foi acionada para atender a uma ocorrência de invasão de terras no Distrito do Guará, mais especificamente na localidade conhecida como Rincão do Pinhal, em Guarapauva. Ao chegarem ao local, os policiais se depararam com uma situação de grande complexidade, envolvendo diversos crimes.

Segundo o relato do proprietário, um homem de 66 anos, cerca de 15 pessoas haviam invadido sua propriedade. Após investigações, os policiais abordaram um veículo GM/Corsa e identificaram o condutor, um homem de 78 anos. Durante a revista pessoal, nada de ilícito foi encontrado, porém, durante a revista veicular, foram encontrados um rádio comunicador marca Voyager e um tubo contendo pólvora.

Questionado sobre sua presença no local, o condutor afirmou que estava acompanhado por um grupo de pessoas na propriedade. Diante dos fatos, o homem foi preso por posse dos objetos ilícitos.

Enquanto as equipes policiais se aproximavam de outra área da propriedade, avistaram um grupo de pessoas reunidas. Ao perceberem a presença policial, essas pessoas tentaram fugir, abandonando facas, facões e canivetes. Um homem de 34 anos, que posteriormente foi identificado, estava portando uma arma de fogo do tipo revólver. Apesar das ordens de parada, o indivíduo se recusou a acatar e jogou a arma em meio ao matagal. Posteriormente, a arma foi encontrada e identificada como um revólver marca Taurus, calibre .32, com 5 munições intactas. O homem foi então preso por porte ilegal de arma de fogo.

Durante as abordagens aos demais invasores da propriedade, foi constatado que eles haviam sido orientados por um homem de 51 anos, que também foi abordado e encontrado com outro rádio comunicador da marca Voyager. Com um homem de 52 anos, foram encontrados pólvora e esferas de chumbo, materiais tipicamente utilizados para recarga de cartuchos de arma de fogo. Nenhum outro objeto ilícito foi localizado com os demais invasores.

Durante a vistoria no local, foram encontradas e apreendidas duas motosserras, que estavam sendo utilizadas para o desmate da propriedade.

Diante dos fatos, todos os envolvidos foram encaminhados juntamente com os materiais apreendidos e a arma de fogo para os procedimentos de Polícia Judiciária. As autoridades competentes irão investigar os crimes de esbulho possessório, associação criminosa, porte ilegal de arma de fogo, posse de arma de fogo com sinal adulterado ou suprimido, além do porte e posse de acessório ou munição.

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *