PARANÁ

Secretaria de Políticas Públicas para as Mulheres realiza projeto de Arteterapia, no distrito de Palmeirinha

A ação é voltada para mulheres em situação de violência ou pós-atendimento do CRAM

Guarapuava (PR) – A prefeitura de Guarapuava, por meio da Secretaria de Políticas Públicas para as Mulheres (SPPM), realizou na tarde desta terça-feira (14), no distrito de Palmeirinha, a primeira aula do projeto de Arteterapia. A ação é pensada para mulheres em situação de violência ou pós-atendimento do CRAM (Centro de Referência de Atendimento à Mulher em Situação de Violência).

“Levar o projeto da Arteterapia para o distrito de Palmeirinha é comprimir com nosso propósito instaurado no Programa Mulher Alerta, de que até o final do ano, todas as ações da secretaria de enfrentamento e prevenção à violência contra as mulheres estarão focadas no distrito. Então, esse é um momento que podemos atender e acolher estas mulheres que passaram por situação de violência, e que podem seguir contando com o apoio da secretaria”, enfatizou a secretária de Políticas Públicas para Mulheres, Priscila Scharan.

A psicóloga da SPPM, Sarah Knesowitsch também enfatizou a importância do projeto.

“Quando essas mulheres chegam até nós da secretaria nós vemos que elas recebem o apoio de amigos ou familiares. E neste projeto elas podem ver que tem uma rede de apoio maior e que outras mulheres estão ali também para apoiar-se uma nas outras”, destacou.

O objetivo do projeto de Arteterapia é fortalecer mulheres através da arte. Sendo dividido em quatro encontros, cada um deles irá trabalhar questões de autoestima, empoderamento das mulheres e a troca de experiência entre as participantes.

“Esse já é nosso quinto grupo em que realizamos a Arteterapia. E, em todos eles nós recebemos um feedback muito positivo de todas as participantes. Buscamos trabalhar sempre a autoestima, a força de comunidade, a força que elas têm, as expressões e principalmente tornar nosso grupo um local em que possam ser escutadas”, salientou  Dani Leela, uma das orientadoras do grupo de Arteterapia.

“É um projeto muito legal e muito importante. Eu gostei muito e vou me comprometer em participar de todas as aulas, porque é algo que nos proporciona um crescimento e uma cura pessoal”, comentou uma das participantes do projeto, C.K, de 22 anos.

No primeiro dia do projeto, houve uma roda de conversa interativa e artística. As participantes da ação puderam conversar, compartilhar experiências, contar histórias, realizar atividades artísticas e montar em grupo o próprio quadro artístico delas.

“Nós trabalhamos a Arteterapia e vemos que elas crescem juntas em grupo e principalmente observamos e ouvimos delas o significado e importância do projeto”, finalizou Joice Tesseroli, orientadora do grupo de Arteterapia.

Secom/Guarapuava

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *