PARANÁ

Servidor é acusado de cobrar propina em unidade da Previdência em Capanema

Capanema (PR) – Na manhã desta terça-feira (3), a Polícia Federal deflagrou a “Operação Indébito” com o objetivo de desmantelar um suposto esquema de corrupção envolvendo um servidor público municipal que atuava na Unidade de Atendimento da Previdência Social em Capanema/PR.

A Unidade de Atendimento da Previdência Social em Capanema foi criada para atender às necessidades da população local, uma vez que o município não possui uma Agência da Previdência Social (APS) e, portanto, buscava evitar que os cidadãos tivessem que percorrer longas distâncias em busca de serviços previdenciários. A unidade foi estabelecida por meio de um convênio com a Prefeitura Municipal de Capanema, com a missão de oferecer uma ampla gama de serviços previdenciários aos munícipes.

A investigação que culminou na “Operação Indébito” teve início em junho de 2023, a partir de denúncias feitas por moradores locais. As denúncias alegavam que um servidor público municipal da unidade de atendimento estava envolvido em práticas corruptas, exigindo propinas dos usuários em troca dos serviços prestados.

As autoridades conduziram diligências e coletaram evidências que indicavam a veracidade das acusações. Como resultado, nesta terça-feira, agentes da Polícia Federal cumpriram mandados de busca e apreensão nas instalações da unidade de atendimento, bem como na residência do servidor público em questão.

O servidor público municipal foi detido para prestar esclarecimentos sobre as acusações que pesam contra ele. A operação busca reunir mais informações e provas que esclareçam o suposto esquema de corrupção.

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *