ECONOMIA

Trabalhadores têm até 5 de agosto para sacar saldo de cotas do PIS-PASEP

Dinheiro, Real Moeda brasileira

Brasília (DF) – Os trabalhadores que possuem saldo de cotas do Programa Integração Social (PIS) e do Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (PASEP) têm até o dia 5 de agosto para efetuar o saque dos valores. Essa informação foi divulgada pela Caixa Econômica Federal, responsável pelo pagamento dos benefícios.

Os saques podem ser realizados pelo aplicativo FGTS, do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço, sem a necessidade de comparecer às agências bancárias. A medida visa facilitar o acesso aos recursos e evitar aglomerações durante a pandemia.

De acordo com a Caixa, atualmente existem cerca de 10,5 milhões de trabalhadores com saldo no PIS-PASEP disponível para saque, totalizando um montante de R$ 25,4 bilhões. O saque integral das cotas PIS-PASEP está disponível aos titulares das contas. No caso de falecimento do titular, os beneficiários legais têm o direito de fazer o saque.

Para ter direito ao saque das cotas, é necessário ter trabalhado com Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS) assinada na iniciativa privada ou como servidor público no período de 1971 a 1988, e ainda não ter realizado o saque anteriormente.

É importante ressaltar que, caso o saldo não seja sacado até o prazo estabelecido, ou seja, até o dia 5 de agosto, os recursos serão transferidos do FGTS para o Tesouro Nacional. No entanto, os interessados terão um prazo adicional de 5 anos para solicitar uma nova retirada junto à União.

Portanto, os trabalhadores que se enquadram nos critérios mencionados devem ficar atentos ao prazo estabelecido e realizar o saque das cotas do PIS-PASEP o mais breve possível, evitando a perda desses recursos. O aplicativo FGTS está disponível para download em dispositivos móveis, proporcionando maior comodidade aos beneficiários na hora de efetuar a operação.

Com informações da Agência Brasil

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *