SEGURANÇA

Três médicos de São Paulo são assassinados no Rio de Janeiro

Rio de Janeiro (RJ) – Três médicos da cidade de São Paulo foram brutalmente assassinados e um quarto foi baleado na madrugada desta quinta-feira (5), durante um ataque chocante ocorrido no Rio de Janeiro. A notícia abalou o país e trouxe consternação à comunidade médica e à população em geral.

As vítimas, que estavam na cidade para participar do 6º Congresso Internacional de Cirurgia Minimamente Invasiva do Pé e Tornozelo, foram atacadas sem aviso prévio. A Polícia Civil do Rio de Janeiro suspeita de execução, pois nada foi roubado no local do incidente, e os criminosos chegaram atirando.

O Instituto de Ortopedia e Traumatologia do Hospital das Clínicas da Universidade de São Paulo (USP) emitiu uma nota oficial lamentando profundamente a perda dos médicos. Um dos médicos era médico assistente do grupo de Tornozelo e Pé da instituição, e os outros dois eram ex-residentes do Instituto.

“O Instituto de Ortopedia e Traumatologia do Hospital das Clínicas da FMUSP recebeu com consternação a notícia do falecimento de Marcos de Andrade Corsato, médico assistente dedicado e atuante do grupo de Tornozelo e Pé da instituição, bem como dos ex-residentes Diego Ralf Bomfim e Perseu Ribeiro Almeida. O IOT- HCFMUSP estende as condolências aos familiares e amigos”, diz a nota.

As vítimas:

Daniel Sonnewend Proença, 32 anos: Formado pela Faculdade de Medicina de Marília em 2016, especialista em cirurgia ortopédica. Ele foi levado com vida para o Hospital Municipal Lourenço Jorge com pelo menos 3 tiros e seria transferido para uma unidade particular.

Diego Ralf Bomfim, 35 anos: Natural de Presidente Prudente, especialista em reconstrução óssea pelo Instituto de Ortopedia e Traumatologia do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP. Era irmão da deputada federal Sâmia Bomfim (PSOL). Ele faleceu no Hospital Lourenço Jorge.

Marcos de Andrade Corsato, 62 anos: Médico assistente do Instituto de Ortopedia e Traumatologia do Hospital de Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP). Infelizmente, ele não resistiu aos ferimentos e morreu no local.

Perseu Ribeiro Almeida, 33 anos: Especialista em cirurgia do pé e tornozelo pelo Instituto de Ortopedia e Traumatologia do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP. Ele completou aniversário na terça-feira (3) e também perdeu a vida no local.

O ataque aconteceu no Hotel Windsor, localizado na Avenida Lúcio Costa, que sediava o congresso internacional. Os quatro médicos estavam em um quiosque na frente do hotel no início da madrugada quando um carro branco se aproximou às 0h59. Três homens, vestidos de preto e armados com pistolas, desembarcaram e abriram fogo à queima-roupa.

Os relatos indicam que pelo menos 20 disparos foram efetuados, e um dos agressores voltou para atirar novamente em um dos médicos que tentava se refugiar atrás do quiosque. A polícia local, especificamente o 31º Batalhão da Polícia Militar (Recreio dos Bandeirantes), efetuou buscas na região, mas até o momento, ninguém foi preso.

O motivo por trás desse terrível ataque permanece sob investigação,

Com informações do Portal G1

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *