PARANÁ

Guarapuava inaugura primeiro Parque Sensorial para pessoas com Transtorno do Espectro Autista (TEA)

O Parque fica dentro da sede da Associação Guarapuavana Mundo Azul (AGMA)

Guarapuava (PR) – Na tarde desta quinta-feira (7), a Associação Guarapuavana Mundo Azul (AGMA) recebeu os pais, crianças e jovens, para a inauguração do primeiro Parque Sensorial para crianças com Transtorno do Espectro Autista (TEA).

O Parque é composto por estações de brincar, criadas também com alguns elementos naturais, e que buscam estimular sensorialmente crianças, jovens e adultos. A iniciativa busca promover o desenvolvimento motor, sensorial e cognitivo, além de estimular as relações afetivas.

O prefeito de Guarapuava, Celso Góes, destacou a importância do ambiente para as pessoas com TEA. “Um parque sensorial desempenha um papel muito importante na vida de pessoas com Transtorno do Espectro Autista. Com uma variedade de estímulos sensoriais controlados, como texturas, luzes e sons, o parque proporciona uma experiência enriquecedora. Isso não apenas auxilia no desenvolvimento das habilidades sensoriais, mas oferece um espaço seguro e inclusivo para interações sociais. Estou muito contentes de poder ter um local assim aqui em Guarapuava”, salientou o prefeito.

Segundo a atual presidente da AGMA, Eliane Scavronski, nos últimos anos, o número de famílias que buscaram apoio na AGMA vem crescendo diariamente, assim como os sonhos, planos e metas da Associação.

“Estamos muito contentes com essa inauguração. As crianças já têm tido esse contato e sabemos que isso é muito importante para elas, pois estimula a criatividade e a própria questão sensorial. O Parque foi inteiramente pensado para que todos tenham essa possibilidade ao seu alcance e contem com todos esses equipamentos. É um passo muito grande para a nossa Associação”, pontuou a presidente.

Por meio da Emenda Parlamentar do deputado federal Zeca Dirceu, no valor de R$ 290 mil, via convênio com o município de Guarapuava, foi possível o custeio de atendimentos à comunidade autista. Os trabalhos serão desenvolvidos em parceria com a Secretaria de Esportes e Recreação.

Zeca Dirceu, presente na inauguração, ressaltou alguns aspectos que o fizeram acolher a causa e viabilizar a Emenda para a Associação.

“Quero parabenizar a instituição pela organização que vocês têm. Prabenizo a todos, os pais, as famílias e a equipe pelo trabalho de excelência que é feito. Eu, há muito tempo, conheci a causa autista. Eu fui prefeito da minha cidade e lá eu pude, de perto, vivenciar o que vocês vivenciam aqui. Por isso eu afirmo que posso entender e compreender a importância e a complexidade desse momento. Por isso, eu aceitei de imediato fazer parte disso, porque tenho muita clareza e compreensão do valor deste trabalho”, comentou Zeca Dirceu.

Ainda durante o evento, a vereadora Bruna Spitzner deu a notícia de mais uma conquista da AGMA.

“É incrível poder falar que a gente também está contribuindo muito. Pelo empenho da deputada federal Leandre Dal Ponte, nós conseguimos o repasse de 120 mil reais para fazer a compra de um carro para a AGMA. Isto vai facilitar e melhorar o acesso, o transporte e a locomoção de todos que fazem o uso desse serviço. Estou muito feliz de poder contribuir com o trabalho que a AGMA desenvolve aqui na cidade”, disse a vereadora.

A área recebeu o nome de Parque Sensorial Michelle Kaminski Agner. A família da homenageada estava presente na cerimônia.

“Ela foi um exemplo de amor, de carinho e generosidade para qualquer pessoa. Ela viveu mais do que qualquer médico diria na época que foi diagnosticada (com TEA). Aquele era um momento em que o autismo ainda não era compreendido. Tudo graças ao esforço incondicional de seu pai, de sua mãe e também de sua irmã”, expressou Alfeu Kaminski, sobrinho de Michelle.

Para os pais, o Parque Sensorial é mais um recurso que auxiliará no desenvolvimento de seus filhos.

“Acredito que seja muito importante para o desenvolvimento deles. Até porque, o Sebastian tem essa questão de sensibilidade, ele ainda não anda. Por isso, eu acho que vai ser muito importante, vai ser muito vantajoso e proveitoso ter toda essa estrutura aqui”, comentou Jhenifer Kanetsu, mãe do pequeno Sebastian de 5 anos.

Secom/Guarapuava

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *