PARANÁ

Secretaria de Educação visita escola bilíngue para surdos em São José dos Pinhais

A iniciativa faz parte do programa de atividades para a implementação da Escola Municipal de Educação Bilíngue para Surdo em Guarapuava

Foto: Divulgação/Secom

Guarapuava (PR) – Nesta segunda-feira (4), a Secretaria Municipal Educação (SME), em conjunto com membros do Centro de Apoio ao Surdo e aos Profissionais da Educação de Surdos do Paraná (CAS), Conselho Municipal de Educação (CME) e Núcleo Regional de Educação (NRE) realizou visita técnica à Escola Municipal Bilíngue para Surdos Professora Ilza de Souza Santos, em São José dos Pinhais.

A ação é parte do estudo para a implantação da Escola Municipal de Educação Bilíngue para Surdos em Guarapuava. O grupo de trabalho responsável pela elaboração de minuta de projeto de lei, que deve implantar uma unidade de ensino bilíngue na cidade, pôde acompanhar de perto o andamento e o dia a dia da instituição educacional daquele município.

“O objetivo é conhecer essa modalidade de ensino, verificando como funciona na prática o ensino bilíngue para surdos, onde a língua principal é a Libras (Língua Brasileira de Sinais). Algumas questões sobre currículo, tempo escolar, interação com a família e muitas outras puderam ser verificadas. Pudemos ver que os alunos surdos e suas famílias são muito beneficiados nessa modalidade, pois podem interagir entre seus pares e recebem um ensino estruturado para sua necessidade”, ressaltou a diretora do departamento pedagógico da SME, Ana Paula Werzel da Rocha.

Até o momento, Guarapuava conta apenas com o laboratório bilíngue, oferecido pelo Centro de Apoio ao Surdo e aos Profissionais da Educação de Surdos do Paraná (CAS). Nesta iniciativa, são desenvolvidas metodologias pedagógicas para tornar a Língua Brasileira de Sinais a primeira língua de crianças surdas.

As diretrizes nacionais para o ensino bilíngue de surdos ainda estão em construção no MEC. Contudo, o Conselho Municipal de Educação tem autonomia para autorizar o funcionamento desse serviço, desde que bem fundamentado e consistente. Esse momento de observação e discussão norteará o processo de solicitação ao Conselho Municipal de Educação para abertura da Escola Bilíngue para surdos. Atualmente, a rede municipal atende a 20 crianças surdas, seis delas em CMEIs, oito na educação infantil IV e V e outras seis do 1º ao 5º ano.

A Escola Municipal Bilíngue para Surdos Professora Ilza de Souza Santos é referência para o atendimento especializado a pessoas com deficiência auditiva, já que abrange a Educação Infantil e Ensino Fundamental por meio da Libras, como instrução, e a Língua Portuguesa na modalidade escrita como segunda língua.

Secom/Gurapuava 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *